Reutilizar: de carrinho de mercado a lixeira de calçada

Reutilizar: de carrinho de mercado a lixeira de calçada

Fotográfico | Foto: Outra Estação.com | © Todos os direitos reservados

Reutilizar é um dos pilares da tríade da sustentabilidade. Junto com “reduzir” e “reciclar”, sugere ações que diminuam o desperdício de materiais e de controle sobre o descarte de objetos no ambiente.

O exemplo acima foi encontrado na Rua Tiradentes, em Santo Ângelo, e faz uso de um carrinho de mercado em nova utilidade.

Deixado de lado, com simples adaptações, serviu para assumir a função de lixeira de calçada de um dos imóveis próximos.

Apesar de uma ótima ideia, a intenção não foi bem entendida por alguns pedestres, que descartam seus objetos direto na lixeira – sem o uso de sacolas plásticas ou caixas de papel -, dificultando as ações dos recolhedores da empresa Via Norte.

Reduzir, reutilizar e reciclar

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente:

“Reduzir: significa consumir menos produtos e preferir aqueles que ofereçam menor potencial de geração de resíduos e tenham maior durabilidade.

Reutilizar: é, por exemplo, usar novamente as embalagens. Exemplo: os potes plásticos de sorvetes servem para guardar alimentos ou outros materiais.

Reciclar: envolve a transformação dos materiais para a produção de matéria-prima para outros produtos por meio de processos industriais ou artesanais. É fabricar um produto a partir de um material usado. Podemos produzir papel reciclando papéis usados. Papelão, latas, vidros e plásticos também podem ser reciclados. Para facilitar o trabalho de encaminhar material pós-consumo para reciclagem, é importante fazer a separação no lugar de origem – a casa, o escritório, a fábrica, o hospital, a escola etc. A separação também é necessária para o descarte adequado de resíduos perigosos.”

[+] Veja mais Fotográfico aqui