Tatarandê é a melhor música do 12º Canto Missioneiro da Música Nativa

Tatarandê é a melhor música do 12º Canto Missioneiro da Música Nativa

Festivais Gaúchos | Foto: Outra Estação.com | © Todos os direitos reservados

Foi encerrado na madrugada deste domingo, 17, o 12º Canto Missioneiro da Música Nativa, em Santo Ângelo.

O festival levou ao palco do Teatro Antonio Sepp dezenas de artistas do Rio Grande do Sul e Uruguai, que mostraram suas artes e concorreram aos prêmios do 12º Canto Missioneiro e 11º Canto Piá Missioneiro.

Na tarde de sábado, 16, os novos tomaram o palco com suas interpretações no Canto Piá Missioneiro, categorias Mirim e Juvenil.

A porto-alegrense Vitória de Sá Heck, com O Arco e a Flecha, levou o troféu na Mirim. Amanda Nunes (foto abaixo), de Esteio, faturou o prêmio na categoria Juvenil, com De Cruzada.

À noite, as 13 canções foram apresentadas ao público e jurados. O resultado do Canto Missioneiro começou a ser divulgado à 0h03, um pouco depois do show da noite, de César Oliveira e Rogério Melo.

A melhor música do Canto Missioneiro foi anunciada à 0h26: Tatarandê, interpretada por Angelo Franco (foto destacada), a campeã da Fase Geral.

[ ! ] Para ler outros textos sobre o Canto Missioneiro, clique aqui.

Resultado do 12º Canto Missioneiro

  • Primeiro lugar Geral: Tatarandê, Angelo Franco (R$ 8 mil e troféu Cenair Maicá)
  • Segundo lugar Geral: Seguimento, Volmir Coelho (R$ 6 mil e troféu Tio Bilia)
  • Terceiro lugar Geral: Daquilo Que Não Tem Preço Lincon Ramos (R$ 4 mil e troféu Cindinho Medeiros)
  • Primeiro lugar Local: História de João, Eduardo Maycá (R$ 4 mil e troféu Juarez Chagas)
  • Segundo lugar Local: Alma de Guitarreiro, Rubilar Ferreira (R$ 2 mil e troféu Russo Maicá)
  • Terceiro lugar Local: Pra Aquecer o Frio da Alma, Antonio Fontoura (R$ 1000 e troféu João de Oliveira Costa)
  • Melhor instrumentista: Marcelinho Carvalho, Num Amanhecer Campesino (R$ 500 e troféu Wilmar Ávila Brittes)
  • Melhor intérprete: Angelo Franco, Tatarandê (R$ 500 e troféu Jorge Camargo)
  • Melhor letra: Diego Müller e Martím César, Daquilo Que Não tem Preço (R$ 500 e troféu Sérgio Jacaré Metz)
  • Melhor melodia: Volmir Coelho, Seguimento (R$ 500 e troféu Tio Queiroz)
  • Melhor tema Missões: Cláudio Reinke, História de João (R$ 1000 e troféu Maximiano Bogo)
  • Música mais popular: Rezadeira de Campanha, Érlon Péricles (R$ 500 e troféu Moacir Nascimento)

Rubilar Ferreira – Alma de Guitarreiro

Maria Fernanda Ferreira Irrazabal – Andapagos

Cláudio Vargas – Pra Trazer Sentido à Vida

[+] Veja mais Festivais Gaúchos aqui

Publicidade