Desenfrenado conquista a 39ª Coxilha Nativista


Festivais Gaúchos | Fotos: Coxilha Nativista/Divulgação

Terminou na madrugada deste domingo, 28, a 39ª Coxilha Nativista, realizada desde o dia 24 no Ginásio Municipal José Westphalen Correa, em Cruz Alta.

Foram apresentadas no palco Jayme Caetano Braun as 13 canções concorrentes das fases Local e Geral.

A noite também foi animada por shows de Jorge Guedes & Família e César Oliveira & Rogério Melo.

O anúncio das melhores obras da Coxilha Nativista 2019 foi feito pelos apresentadores Liliana Cardoso e Zeca Amaral a partir das 2h.

O troféu mais cobiçado do festival foi conquistado por Cícero Camargo e sua turma, com a música Desenfrenado. A obra também foi destaque como Melhor Letra e Melhor Arranjo.

Na fase Local, o troféu O Continente foi para as mãos de Nando Soares (Ao Pé do Açoita-Cavalo).

Destaques da 39ª Coxilha Nativista

  • 1º Fase Geral – Troféu Erico Verissimo (R$ 7 mil): Cícero Camargo (Desenfrenado)
  • 2º Fase Geral – Troféu Capitão Rodrigo: Fabiano Bacchieri (Quatro Sinuelos)
  • 3º Fase Geral – Troféu Ana Terra: Raineri Spohr (A Mentira)
  • 1º Fase Local – Troféu O Continente: Nando Soares (Ao Pé do Açoita-Cavalo)
  • 2º Fase Local – Troféu Incidente em Antares: Juliano Moreno (Olor Del Cielo)
  • 3º Fase Local – Troféu Bibiana: Cezar Gomez (Moda Antiga)
  • Música Mais Popular – Troféu Lenda da Panelinha: Ao Pé do Açoita-Cavalo
  • Melhor Tema Alusivo a Cruz Alta e Sua História – Troféu O Tempo e o Vento: Não houve
  • Melhor Intérprete – Troféu Marcos Costa: Raineri Spohr (A Mentira)
  • Melhor Instrumentista – Troféu Rodrigo Fogaça: Nílton Júnior (Pétala)
  • Melhor Letra – Troféu Rubens Dario Soares: Desenfrenado
  • Melhor Arranjo – Troféu Emerson da Rosa: Desenfrenado
  • Melhor Melodia – Troféu Mestre Vidal: Puerto Irupe (Luizmauro Pinto da Costa)
  • Melhor Conjunto Vocal – Troféu Mário Moraes: Quatro Sinuelos
  • Melhor Indumentária – Troféu Adauto Mastela Basso: Fabiano Bacchieri

Peões e prendinhas

O festival também premiou os jovens, através da 35ª Coxilha Piá.

Na categoria Piá Taludo (14 até 17 anos), Amanda Nunes (foto) ficou em primeiro lugar com De Cruzada. Juan Victor Borges Winz foi o 2º, com Na Cruz do Meu Zaino, e Kassia Macedo Costa fechou o trio de destaque interpretando Sal e Sangue.

Arthur de Oliveira Lima, de Sapucaia do Sul, papou o prêmio de melhor intérprete da categoria Piá defendendo a canção De Alma Campo e Silêncio. Ele foi seguido por Matheus Pimentel Nunes, de Santiago (Caminho de Vira Mundo) e Inácio Leal Arrussul, São Gabriel (Pé no Estribo).

O troféu de Melhor Intérprete de Composição do Acervo da Coxilha coube ao cruz-altense Pedro Henrique Agertt Mendes.

[+] Veja mais Festivais Gaúchos aqui