Um vestibular sem prova de múltipla escolha e redação. Assim fez a Fasa

Um vestibular sem prova de múltipla escolha e redação. Assim fez a Fasa

Caderno de Notícias | Foto: Leonardo Jung/Fasa/Especial

O Vestibular 4.0 da Fasa, realizado sexta, sábado e domingo (1º), foi uma inovação. A instituição aboliu as tradicionais provas e redação e apresentou aos candidatos a metodologia de Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP).

As atividades realizadas pelos vestibulandos foram orientadas pelos âncoras, coordenadores de curso ou professores, diretamente nos laboratórios da instituição, de acordo com o curso escolhido.

Após contextualização temática, apresentou-se uma questão-motriz a ser respondida. Em grupo, com a possibilidade de pesquisa a partir de celulares, livros e outros recursos, os vestibulandos realizaram um brainstorm, levantando hipóteses e compartilhando informações e experiências relacionadas. Ao final, cada candidato realizou seu relato de aprendizagem no Diário de Bordo – registro arquivado pela instituição.

“A inovação está no DNA da Fasa, nos desafiamos constantemente a realizar o melhor, a oferecer formas contemporâneas e dinâmicas de ensino e aprendizagem. Nossos futuros estudantes já tiveram contato com isso no Vestibular 4.0, a ABP possibilita criação de pensamento crítico e criativo, participação e decisão sobre o seu processo de aprendizagem. E, além disso, é um estudo de situações reais úteis para o futuro profissional, essa metodologia cria capacidade de análise, decisão, delegação e trabalho em grupo”, detalha o diretor-presidente da Fasa, professor Rafael Rossetto.

Experiência única

Quem prestou vestibular para Medicina Veterinária, por exemplo, pode optar entre uma situação relacionada a qualidade do leite ou a reprodução animal.

A primeira foi realizada no Laboratório de Microbiologia; a segunda, no laboratório de Anatomia. Mateus de Oliveira, 19 anos, está concluindo o Ensino Médio, no município de Jóia, onde mora com seus pais; e aprovou a novidade.

“Não tinha feito nenhuma prova assim antes. Gostei porque é um modo inovador e uma forma mais divertida de interagir com os futuros colegas, já ter um diálogo com eles. Me chamou atenção que foi direto para uma aula prática, já tinha o útero de um bovino, o processo de inseminação”, comenta o estudante.

Já os vestibulandos de Engenharia Ambiental e Sanitária e de Engenharia Civil foram apresentados a uma situação-problema relacionada a estrutura e carga suportada em pontes.

A atividade foi realizada no Laboratório de Física da Fasa e teve como artefato de aprendizagem o kit mola. Os vestibulandos tiveram que montar a miniaturas de uma ponte e projetar a carga que ela suportaria em escala real.

Para Kévine Ferreira dos Santos que tem 19 anos e veio de São Luiz Gonzaga para realizar o vestibular, a experiência valeu a pena e ajudou a definir-se pela profissão.

“Eu nunca tinha feito um vestibular como esse e achei bem interessante, no sentido de apresentar para nós o que é realmente o curso isso ajuda a gente ter certeza do realmente nós queremos. A partir de hoje, como é diferente a faculdade e acho que é realmente o que eu busco. As faculdades são muito metódicas e eu, a minha vida toda, fugi muito disso e achei muito legal o jeito da Fasa”, avalia.

Para o curso de Agronomia, o tema-problema proposto foi relativo ao aumento de produtividade de leite e carne a partir do manejo de forragem, com atividade realizada no Laboratório de Química.

Candidatos ao curso de Pedagogia realizaram a atividade no Espaço Frida Kahlo – Laboratório de Direitos Humanos e Diversidade, onde foram desafiados a desenvolver uma prática pedagógica de conscientização sobre a importância dos Direitos Humanos para a vida em sociedade.

A lista de aprovados no Vestiba 4.0 da Fasa foi divulgada na tarde deste domingo, 1º, e está disponível neste link.

O período de matrículas inicia na terça-feira, 3, e segue até sexta-feira 6, das 13h30 às 22h, presencialmente, na Secretaria Acadêmica da faculdade.

[+] Veja mais Caderno de Notícias aqui

Publicidade