Estação Férrea do Bairro São Pedro aguarda a cura para suas feridas

Estação Férrea do Bairro São Pedro aguarda a cura para suas feridas

Fotográfico | Fotos: Outra Estação.com | © Todos os direitos reservados

Possivelmente no primeiro semestre de 2020 iniciem as obras da segunda etapa da necessária remodelação da cinquentenária Estação Férrea de Santo Ângelo, localizada no bairro São Pedro.

Cerca de R$ 150 mil serão investidos na recuperação de um armazém existente no local. Ele servirá para as atividades da Assetrasa (Associação das Entidades Tradicionalistas de Santo Ângelo) e iniciativas comunitárias.

Um termo de cooperação já foi assinado para desenvolvimento do projeto. Será um espaço para cultura, lazer, turismo e cultura. A área possui 6,5 hectares e outras iniciativas estão previstas.

O projeto para o espaço inclui a instalação de um salão comunitário para uso da Assetrasa, implantação de horta comunitária, pista de caminhada e a criação de um roteiro turístico permanente com uso do trem.

A verdade é que, se a intenção é transformar aquela área da zona norte de Santo Ângelo em mais um ponto para o turismo local, muita coisa precisa ser feita – do acesso à estação, pela rua Gabriel R. de Almeida, até a limpeza e manutenção da grande área.

O ponto positivo é que, finalmente, ações são praticadas para dar vida a um lugar cheio de história, recuperando um terreno que tem servido para descarte ilegal de resíduos e intervenções vândalas. Vale destacar as intervenções positivas do procurador da República Osmar Veronese, que há mais de uma década dedica-se ao tema, especialmente a malha ferroviária da região Noroeste do Rio Grande do Sul.

Na primeira fase, no segundo semestre de 2019, foram investidos R$ 100 mil com recursos do Ministério Público Federal (MPF) e apoio da Rio Grande Energia (RGE), que realizou a instalação do sistema de iluminação.

Em novembro deste ano, a estação recebeu a locomotiva Mallet 204, em um evento que abriu a programação de Natal em Santo Ângelo. Com direito a chegada do Papai Noel, a ação foi promovida pela Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF) e contou com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura.

No mês de setembro, o projeto “Trem das Missões: Um Reponte Pelas Etnias” ligou Santo Ângelo, Catuípe e Ijuí em viagens entre os municípios pelos trilhos.

Museu Ferroviário Jovenil Menezes, que atualmente faz parte da estrutura do Memorial da Coluna Prestes, será transferido para a estação do bairro São Pedro após a reformulação do ambiente.

[+] Veja mais Fotográfico aqui

Publicidade