Viação Thiaraju: um elemento estranho na sopa de letrinhas

Viação Thiaraju: um elemento estranho na sopa de letrinhas

Fotográfico | Foto: Outra Estação.com | © Todos os direitos reservados

Uma das principais queixas dos usuários de transporte público em Santo Ângelo se refere à falta de placas com os horários dos ônibus das diversas linhas que correm pela cidade.

As poucas que existem estão em pontos mais centrais, como na praça Pinheiro Machado e arredores.

Uma delas, instalada na Avenida Brasil, parece ter os horários das linhas registrados corretamente. Mas o que chama a atenção é a grafia do nome da empresa responsável pelo transporte urbano em Santo Ângelo.

A já conhecida Viação Tiaraju, com seus ônibus em verde e branco, ganhou um “apelido” do criador da placa em questão.

Como é possível perceber, Tiaraju ganhou um “h” que fez toda a diferença – negativamente. Viação Thiaraju.

Em espanhol, existe a variação Tyarayu para a palavra, que no Estado é bastante usada por ser uma herança e referência a Sepé Tiaraju, que teve grande importância para a história do Rio Grande do Sul.

“Thiaraju” até é encontrado em alguns nomes próprios. Mas o nome correto da empresa de transporte é, mesmo, Viação Tiaraju.

Ah! Tem uma crase perdida ali em “segunda à sexta-feira”. Segundo o professor Sérgio Duarte, doutor em Letras pela Universidade de São Paulo (USP), “o ‘a’ recebe o acento grave (`) para indicar o fenômeno da crase quando ocorre a fusão do artigo ‘a’ (feminino de o) com a preposição ‘a’. Assim, sem a presença desses dois ‘a’, não poderá haver crase. Em ‘segunda a sexta’, não temos o ‘a’ com segunda (não é da segunda) e, portanto, não o teremos com sexta. Assim, escreva de segunda a sexta”.

[+] Veja mais Fotográfico aqui

Publicidade