Gestão é aliada para o desenvolvimento do agronegócio familiar

Gestão é aliada para o desenvolvimento do agronegócio familiar

Opinião | Foto: Outra Estação.com | © Todos os direitos reservados
Fabiano Nichele – Gerente setorial do agronegócio do Sebrae

Quem vive no meio urbano pode não saber, mas a maior parte dos alimentos que consumimos vem de agronegócios familiares. Cerca de 60% da alimentação dos brasileiros vem dos pequenos produtores.

No entanto, apenas uma pequena parcela é processada na propriedade, e os agricultores ficam muito dependentes da oscilação dos mercados e de grandes compradores. Além disso, esses estabelecimentos na maioria das vezes não possuem uma gestão profissional do negócio, podendo perder boas oportunidades na hora da venda de seus produtos.

Programas como o Juntos para Competir – parceria de Farsul, Senar – RSSebrae RS – são oportunidades para os negócios rurais de pequeno porte buscarem qualificação e melhoria de desempenho. Agregar valor na propriedade é uma das alternativas de renda para a agricultura familiar.

Em muitos casos, isso pode ser feito aproveitando a tendência de mercado de valorizar produtos feitos de acordo com a tradição do local de origem e respeitando o meio ambiente. Apostar no processamento local e na valorização dessas características diminui a dependência das flutuações dos preços e de políticas agrícolas nem sempre eficientes.

No entanto, o estabelecimento de agroindústrias familiares depende de uma série de regulamentações difíceis de se acessar ou mesmo de cumprir. Quando não são feitos com planejamento e gestão, os negócios caem na informalidade.

Com isso, os produtores não conseguem acessar mercados e ainda correm o risco de sofrer punições por descumprir legislações fiscais, ambientais ou sanitárias. Mesmo quando toda a legislação é obedecida e a implantação é bem sucedida, há ameaças: é preciso manter a gestão sempre em dia, acompanhando indicadores de desempenho, buscando diferenciais e colocação no mercado.

Ao formar grupos de agroindústrias, o Sebrae RS estimula a qualificação dos empreendedores e ao mesmo tempo incentiva a promoção externa dos produtos. Aproveitando tendências de mercado como valorização da produção natural e artesanal, leva agricultores diretamente aos consumidores, por meio de participação de feiras e eventos.

[+] Veja mais Opinião aqui