Fetag demonstra preocupação com os efeitos da estiagem no RS

Fetag demonstra preocupação com os efeitos da estiagem no RS

Jornal do Campo | Foto: Fetag RS/Divulgação

A Fetag RS (Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul) encaminhou um ofício endereçado à presidência da República, à Ministra da Agricultura, Teresa Cristina, ao governador Eduardo Leite e ao secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, informando a gravidade da estiagem no Rio Grande do Sul e solicitando atenção especial aos agricultores e as agricultoras familiares.

De acordo com o presidente da Fetag, Carlos Joel da Silva, “a situação é muito grave. Soja, milho e tabaco foram seriamente afetados. Lavouras já foram perdidas”.

Para ele, “os agricultores devem solicitar junto aos agentes financeiros o pedido do Proagro. Em caso de dúvidas, os sindicatos dos trabalhadores rurais dos municípios estão a disposição para prestar os devidos esclarecimentos”.

Em conversa com o secretário da agricultura Covatti Filho, Carlos Joel sugeriu a criação de um grupo de acompanhamento para tratar a situação e discutir soluções que amenizem os prejuízos dos agricultores e das agricultoras.

Na próxima quinta-feira, 9, às 14hs, haverá uma reunião na sede da Famurs com todas as entidades do setor e o governo do Estado para debater e encaminhar possíveis soluções para o problema.

[+] Veja mais Jornal do Campo aqui

Publicidade