Zietlow Duro deixa presidência do TJRS considerando sua gestão inovadora

Carlos Eduardo Zietlow Duro

Caderno de Notícias | Foto: TJRS/Divulgação

O desembargador Carlos Eduardo Zietlow Duro deixa o cargo nesta segunda-feira, 3, considerando produtiva e inovadora a sua gestão à frente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS). O desembargador Voltaire de Lima Moraes assumirá para o biênio 2020-2021.

A defesa institucional do Poder Judiciário gaúcho, a implantação do processo eletrônico no Cível, Família e Fazenda Pública, conferindo mais celeridade à tramitação processual, e a inauguração de quatro foros novos no interior do Estado e do prédio anexo do Tribunal de Justiça estão entre as principais ações do TJRS na gestão liderada pelo desembargador.

Na gestão 2018/2019 foram criadas cinco varas regionais de Execução Criminal (Caxias do Sul, Santa Maria, Santa Cruz do Sul, Pelotas e Passo Fundo), com o objetivo de especializar magistrados e servidores e qualificar o trabalho nessa fase da prestação jurisdicional, que impacta na segurança pública.

O projeto Precatório Eletrônico, lançado em maio de 2019 pela Central de Precatórios do TJRS, inseriu-se no esforço que resultou a inédita redução líquida no estoque de precatórios de cerca de R$ 1 bilhão em relação a 2018, envolvendo trabalho desenvolvido pela Secretaria da Fazenda e da Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

“Assumimos o TJ em fevereiro de 2018, dizendo que a defesa do Judiciário seria incondicional, visando à manutenção de sua independência e autonomia e assegurando todos os meios para a sua atuação insubstituível. Acredito que superamos tentativas de fragilizá-lo e apequená-lo”, afirmou o magistrado.

O desembargador Duro voltará à jurisdição, na qual iniciou como juiz, há 34 anos, em 1986. E, até o final do ano, ele segue como presidente do Conselho dos Tribunais de Justiça do país.

Posse de Voltaire de Lima Moraes

A partir das 14h desta segunda-feira, 3, ocorrerá a solenidade de posse dos desembargadores que irão comandar o TJ RS pelos próximos dois anos.

A cerimônia ocorrerá no Plenário Ministro Pedro Soares Muñoz, do Tribunal de Justiça.

Na ocasião, também serão empossados os desembargadores que vão integrar o Órgão Especial no biênio 2020/21.

Nova composição do TJRS – 2020-2021

[+] Veja mais Caderno de Notícias aqui